A poderosa Vaidade: uma faca de dois gumes


Vamos falar sério: quem não gosta de se sentir bem? A vaidade está aí para ser usada e abusada. Para quem não acredita, há um velho jargão que diz A primeira impressão é a que fica é a mais pura verdade. Portanto, quando se utiliza artifícios, tanto da etiqueta como de vestimenta já abre portas para quaisquer e diversas situações: entrevista de emprego, reunião de negócios, recepção de amigos ou até mesmo um encontro. Portanto, estarei aqui para ajudar você a enfrentarem qualquer situação com classe, sem ter que passar vexame.

Lembrada como um dos sete pecados capitais, a vaidade deve sempre ser utilizada com cautela, pois ela se torna um pecado quando a partir dela você começa a utilizar os outras –  cobiça, ira, inveja –  não é mesmo? É a partir deste ponto que ela deve ser utilizada para o bem, simplesmente pelo fato de estar bem vista pela sociedade. Então, o que devemos fazer para que com a vaidade nós consigamos deixar adormecidos os outros pecados? É aí que entra a palavrinha mágica: etiqueta.A etiqueta, ou melhor, costume social (porque já é démodé falar etiqueta) é o instrumento necessário e obrigatório nas vidas das pessoas que querem ser “chiquérrimas”. Ela nasceu nos tempos áureos de Luiz XV no século XVIII e sobrevive até os dias de hoje! Claro que, com o passar do tempo, ela foi se adaptando de acordo com a necessidade e transformação da sociedade. Imagine se você se reverenciasse com qualquer pessoa importante que você encontrasse na rua? Por isso a adaptação.Juntando agora a vaidade com o costume social, você encontra o ponto exato e máximo da elegância e sofisticação: o ser chiquérrimo. Ser chiquérrimo não é fácil. Precisa ser estudado, além de serem vivenciados todos os dias. Para alguns, o ser chiquérrimo já vem de berço, da família. Para outros, infelizmente, a ajuda de um personal stylist para se tornar chiquérrimo é necessária. Ou até mesmo por ascensão social, onde se começa a vivenciar boas maneiras e regras que passam através de vários exemplos, adotando-as para o seu dia-a-dia bons costumes.Mas lembre-se: nunca perca  o seu estilo ou sua personalidade no seu dia-a-dia. Deixe aflorar o que existe de mais belo em você, e saiba valorizar seus pontos fortes, como também é muito importante esconder seus pontos fracos. E o principal: ser chiquérrimo é ter, acima de tudo, humildade e sabedoria para utilizar em todos os momentos do seu dia, para saber discernir o que é bom e o que não é bom adotar para o seu cotidiano, pois ser chiquérrimo e saber os limites que cada ser humano tem, para ser respeitado.    Estou aqui para ajudar você!Sejam  Chiquérrimos

Deixe seu comentário